Monday, September 18, 2006

Dinâmica de Grupo

DINÂMICA DE (e/ou EM) GRUPO Projeto: Adaptação do ensino de matemática por dinâmica de grupo, voltada ao desenvolvimento do raciocínio e capacidade de leitura e interpretação de exercícios e textos afins.

É um método para desenvolver habilidades e corrigir deficiências individuais. Baseia-se, no inicio, no ensino de matérias, principalmente àquelas que exigem uso do raciocínio.

Divide-se um grupo específico (alunos ou classe) em grupos de cinco ou mais alunos, sob o comando de um líder e assistida a classe por um professor.

Esse método vem se desenvolvendo nos últimos 20 anos por pedagogos e professores não só nas escolas, mas principalmente por japoneses e europeus dentro das empresas e nos últimos dez anos no Brasil. Empresas do porte de Volkswagem do Brasil, Banco do Brasil, Caixa Federal, Bradesco, General Motors (Chevrolet), entre outros, usam este método com finalidade voltada ao amadurecimento dos grupos de funcionários de modo a que cada indivíduo possa ser treinado para desempenhar qualquer tarefa dentro da empresa.

Todos que gostam de futebol, provavelmente ouviram o treinador falar em “Grupo” (se fulano não está bem, devemos tirá-lo para não prejudicar o grupo,etc...); ora, a CBF, para a copa do mundo de 1998, já usava o método nos seus treinamentos. O próprio “Dunga” sempre fala em grupo “imbuído do espírito de seleção, pensando ser a única maneira do Brasil chegar ao “HEXA”. O Brasil é um celeiro de craques, mas a copa de 2006 foi um fracasso. Pois as “Estrelas Milionárias do Futebol Mundial” pensaram somente nas suas individualidades...

Devemos ater-nos, no momento, ao ensino teórico de matérias. Em uma sala de aula juntam-se muitas individualidades e interesses: os que tem facilidade de aprendizagem e os que não tem, os que tem sede de saber e os que não querem nada, os que estão presente de corpo apenas (“com a cabeça na lua”) e aqueles que desejam e sabem que o conhecimento é a base de uma vida melhor... Sim, é bom que se dê ênfase especial, sem conhecimentos, como especializar-se? Como atender a um mercado de trabalho cada vez menor e exigente ao extremo? Ora, o ensino superior torna-se cada dia mais um ideal que se afasta, mas se o indivíduo conseguir alcançar a universidade, a simples formatura não garante nada; estatísticas e projeções já apontaram que, no Brasil, o mercado de trabalho torna-se cada vez mais restritivo (existem médicos em número considerável e o país sofre com crises na saúde; existem advogados em números astronômicos e a justiça acaba sendo privilégio de poucos, etc...).


Desenvolvimento do Trabalho:

  1. Cada grupo faz a leitura do texto proposto para a aula;

  2. O grupo, sob o comando do líder, discute, sem, no entanto interferir na discussão dos outros grupos;

  3. As eventuais dificuldades de cada grupo são sanadas pelo professor. Após observadas as dificuldades, e a seu critério, o professor pode optar por fazer aula expositiva aos alunos e avaliar em seguida, através de exercícios;

  4. Cabe ao professor proceder a avaliação diária de cada aluno da sala. Periodicamente deverão ser aplicadas provas para serem resolvidas em grupo ou individualmente;

  5. Aferição periódica dos resultados (trimestral):

1) Avaliações diárias (aproveitamento, participação, contribuição positiva ou negativa ao grupo e a “classe”, etc...);

2) Avaliações de cada líder por cada aluno e professor;

3) Avaliações dos alunos por líderes de grupos e professor;

4) Cabe ao professor proceder prova de conhecimentos, por escrito, aplicada a classe ou a cada aluno. Cabe- lhe, também, adequar a nota desta prova escrita, com todas as avaliações realizadas, e mensurar uma nota resultante do trimestre.


OBSERVAÇÕES:

  1. O líder pode ser trocado em qualquer momento, por iniciativa do grupo ou do professor. O líder desempenha sua função quando auxilia o desenvolvimento de todos os liderados (notar bem, auxilia nas tarefas do grupo);

  2. Cabe ao professor o papel fundamental no desenvolvimento da classe, de modo que, ao fim do curso, as habilidades individuais estejam enriquecidas e os conhecimentos aumentados, isto é, os mais hábeis transmitiram toda sua “riqueza de saber” e ao fim, todos aprenderam, podendo assim, cada aluno do grupo, seguir em frente, ciente de seu papel de peça brilhante, não só para a classe, mas sim para a família e para a sociedade;

  3. A vida exige, o mercado de trabalho exige, mas o saber é imperativo para a especialização que tanto se pede para quem quer realizar-se como ser humano com um trabalho digno e gratificante.

1 Comments:

Blogger Cristina said...

Oi! Parabéns por tua persistência!
Siga em frente! []s, Cris.

6:36 AM

 

Post a Comment

<< Home